Destaque com Luminosos

Fachada luminosa: saiba como utilizá-la em seu negócio

Fundamental para destacar o seu negócio tanto para o público-alvo quanto para a concorrência, a fachada luminosa pode ser uma excelente estratégia para o seu empreendimento.
Quer saber mais sobre essa importante ferramenta? Confira detalhes e saiba como utilizá-la em seu negócio e obter sucesso.

Qual a importância da fachada luminosa?

Toda comunicação de marca começa na fachada do seu negócio, por se tornar o primeiro contato que as pessoas têm com sua marca, por isso se faz necessário total atenção para que essa comunicação, esse contato seja efetivo tanto de dia quando de noite.
O objetivo da fachada luminosa vai muito além de apenas destacar o empreendimento, é uma excelente ferramenta visual para seu negócio, literalmente, brilhar.
Além de tudo, ao elaborar um produto pensando na iluminação, você ainda garante segurança em seu comércio.

Quais são as leis regulamentam as fachadas?

Com a intenção de combater a alta poluição visual, foram criadas leis que limitam a colocação de placas e letreiros luminosos.
Legislação municipal
Antes de pensar na sua fachada, é preciso atentar-se à legislação municipal. As regras de sinalização podem variar de acordo com a cidade.
Em São Paulo, por exemplo, existe a Lei da Cidade Limpa — Lei nº 14.233/2006 —, que impõe condições para anúncios nas fachadas de imóveis, como uma regra para todo tipo de estabelecimento público ou privado.

Código Eleitoral e IPTU

O Código Eleitoral, de acordo com o art. 243, inc. VIII, diz que “não será tolerada propaganda que prejudique a higiene e a estética urbana ou contravenha a posturas municipais ou a outra qualquer restrição de direito”.
Estas e outras leis podem influenciar no tamanho e modelo da fachada do seu negócio. Existe um tamanho máximo estabelecido, que é definido de acordo com a dimensão da testada do imóvel. Este tamanho vem descrito no carnê do IPTU.
Se seu imóvel for pequeno, sua testada deve ser menor que 10 metros, então a área do seu anúncio na fachada não pode exceder 1,5 m2. Já para imóveis médios, o tamanho máximo para placas é de 4 m2.
Para estabelecimentos grandes, com testada igual ou maior que 100 metros, já é possível receber duas placas na fachada, e a área total de cada uma não deverá ultrapassar os 10 m2.
Atente-se às leis da sua cidade e comece a estudar o seu projeto de placas luminosas. Mesmo com as limitações observadas, é possível melhorar a visibilidade do seu negócio.
Lembre-se de que o primeiro contato do cliente com sua loja acontece por meio de uma bela fachada, e a primeira impressão precisa ser positiva.

Fonte: Spletras/Wedologo

By |2018-12-17T10:16:11+00:00outubro 4th, 2018|Sem categoria|0 Comentários